BR167
Trindade e Martim Vaz


Country/territory: Brazil

IBA Criteria met: A1, A4i, A4ii (2008)
For more information about IBA criteria please click here

Area: 1,500 ha

Protection status:

SAVE Brasil

Site description
As ilhas oceânicas da Trindade e Martim Vaz representam os pontos mais orientais do território brasileiro. Trindade achase a pouco mais de 1.000 km de distância da costa do Espírito Santo, aproximadamente na latitude geográfica de Vitória. Possui área de 13,5 km2 e relevo irregular e fortemente escarpado. A vegetação da ilha é hoje essencialmente rasteira ou arbustiva, composta por ervas, gramíneas e ciperáceas, mas consta que 85% de sua superfície encontravam-se recobertos por densas florestas até o inídos cio do século XVIII. Em algumas partes elevadas da ilha (p.ex., na vertente oeste do Pico do Desejado) ainda existem formações subarbóreas dominadas por Myrsine floribunda e matas da samambaia endêmica Cyathea copelandii, que atinge até 6 m de altura. Martim Vaz, situada a cerca de 47 km a leste de Trindade, é composta por três pequenas ilhas e vários rochedos. A ilha maior tem 800 m de comprimento e 500 m de largura. Trindade e Martim Vaz não contam com população humana residente, mas há uma base avançada da Marinha instalada na primeira, responsável pela vigilância permanente das ilhas.

Key biodiversity
A avifauna autóctone das ilhas é composta exclusivamente por espécies marinhas, pelo menos oito das quais nidificantes. Trindade e Martim Vaz são os únicos sítios de reprodução confirmados de Pterodroma arminjoniana (grazina-detrindade), considerada endêmica dessa porção do Atlântico sul. Ao lado de Sterna fuscata (trinta-réis-das-rocas) e Anous stolidus (trinta-réis-escuro), é a espécie mais numerosa nas ilhas. Sua população foi estimada em 2.000–5.000 indivíduos em meados da década de 1990 e em 6.500 aves na virada do século. A colônia local de Gygis alba (grazina) é, possivelemente, a segunda maior do Atlântico Sul. Fregata minor (tesourãogrande) e F. ariel (tesourão-pequeno) têm em Trindade e Martim Vaz seus únicos locais de reprodução no oceano Atlântico, ocorrendo como as subespécies endêmicas F. m. nicollie F. a. trinitatis. Ambas parecem ter sofrido um severo declínio, ainda não adequadamente avaliado, e podem estar em risco. Pterodroma hasitata, espécie Em Perigo, foi observada em alto mar nas vizinhanças do arquipélago no final da década de 1980, mas não são conhecidos maiores detalhes sobre esse registro. Especulase, inclusive, que esse petrel possa nidificar nas ilhas, mas é mais provável que ocorra apenas acidentalmente. Como espécies introduzidas, são encontradas em Trindade a galinha-d’angola, o pombo-doméstico, o canário-da-terra (Sicalis flaveola) e o bico-de-lacre (Estrilda astrild).


Recommended citation
BirdLife International (2020) Important Bird Areas factsheet: Trindade e Martim Vaz. Downloaded from http://www.birdlife.org on 02/04/2020.