BR110
Serras das Lontras e do Javi


Country/territory: Brazil

IBA Criteria met: A1, A2, A3 (2008)
For more information about IBA criteria please click here

Area: 3,000 ha

Protection status:

SAVE Brasil

Site description
A Serra das Lontras (localmente conhecida como Serra do Mangue) e a Serra do Javi fazem parte de um complexo montanhoso que se eleva próximo à costa sudeste da Bahia, a poucos quilômetros de Una (BA21). A região apresenta uma paisagem predominantemente florestal, formada por um mosaico de cabrucas, capoeiras e fragmentos de floresta, estes últimos concentrados nas partes mais altas das serras. A vegetação original é a Mata Atlântica úmida. Em altitudes maiores, o porte das árvores diminui e as briófitas tornam-se extremamente abundantes, devido ao alto índice de umidade. A densidade do sub-bosque também varia de acordo com a cota altimétrica, sendo este relativamente aberto nas áreas mais baixas e mais denso no alto das montanhas, onde há grande quantidade de bambus. Embora a avifauna da região tenha grande similaridade com aquela das montanhas do sudeste do país, pelo menos 25% das espécies de plantas encontradas nas serras das Lontras e do Javi são endêmicas do sudeste da Bahia e nordeste do Espírito Santo. O índice pluviométrico anual varia de 1.200 a 1.800 mm e a temperatura nunca baixa de 20ºC. Diversos cursosd’água se originam nas serras (rio Una, ribeirões Javi, Pratinha e Santo Antônio), as quais são uma importante fonte de recursos hídricos para as localidades circunvizinhas.

Key biodiversity
A avifauna das serras costeiras do sudeste da Bahia, incluindo a Serra da Ouricana, em Boa Nova (BA17), apresenta maior afinidade com aquela das montanhas do sudeste brasileiro do que com a das matas de baixada adjacentes do sul da Bahia. Os endemismos atlânticos Selenidera maculirostris (araçari-poca), Melanerpes flavifrons (benedito- de-testa-amarela), Myrmotherula gularis (choquinha-de-garganta-pintada) e Phylloscartes sylviolus (maria-pequena), este último próximo da condição de ameaçado, parecem ter nas serras das Lontras e do Javi seu limite setentrional de ocorrência, estando presentes também na vizinha Serra Bonita, em Camacã e Pau Brasil (BA23). Ao todo, ocorrem na área cerca de 223 espécies de aves, incluindo os ameaçados Synallaxis cinerea (joãobaiano) e Phylloscartes beckeri (borboletinha- baiana), recentemente descritos da região de Boa Nova. Acrobatornis fonsecai (acrobata), representante de um gênero descrito somente em 19963, parece estar associado ao hábitat de cabruca (sistema de cultivo onde o cacau é plantado à sombra de árvores nativas); entretanto, ainda existe pouca informação sobre os requisitos ecológicos da espécie, sendo necessários mais estudos para verificar se essa associação de fato existe. Evidências recentes, incluindo o registro de vocalizações em agosto de 2003, sugerem a ocorrência de Crax blumenbachii (mutum-de-bico-vermelho) na Serra das Lontras.


Recommended citation
BirdLife International (2019) Important Bird Areas factsheet: Serras das Lontras e do Javi. Downloaded from http://www.birdlife.org on 20/06/2019.