BR015
Parque Nacional da Amazônia


Country/territory: Brazil

IBA Criteria met: A1, A3 (2008)
For more information about IBA criteria please click here

Area: 1,161,379 ha

Protection status:

SAVE Brasil
Most recent IBA monitoring assessment
Year of assessment Threat score (pressure) Condition score (state) Action score (response)
2008 high not assessed not assessed
For more information about IBA monitoring please click here


Site description
Essa IBA corresponde aos limites do Parque Nacional da Amazônia, criado em 1974. Entre os rios que banham a região estão o Monguba, Urupadi, Mariaquá, Mamuru e Tapajós, esse último formando o limite sudeste da IBA. O clima é quente e úmido, com temperaturas médias anuais entre 24º–26ºC e níveis pluviométricos atingindo cerca de 2.200 mm por ano. A floresta ombrófila densa é a vegetação predominante, incluindo as feições submontana e de baixada. Trechos com florestas aluviais são encontrados ao longo dos rios, onde se destacam as palmeiras buriti (Mauritia flexuosa) e açaí (Euterpe oleracea) Árvores de grande porte presentes na região incluem Dalbergia spruceana, Vouacapoua americana, Cordia goeldiana, bem como algumas emergentes que chegam a cerca de 50 m de altura, como Bertholletia excelsa e Pithecolobium racemosum A rica biodiversidade local inclui algumas espécies de mamíferos ameaçados de extinção, tais como o cachorro-do-mato-vinagre (Speothos venaticus), ariranha (Pteronura brasiliensis), beixe-boi (Trichechus inunguis) e boto-cor-de-rosa (Inia geoffrensis)

Key biodiversity
O P. N. da Amazônia é uma das poucas unidades de conservação de proteção integral do bioma que possuem uma lista representativa de aves publicada Por conta disso, o número de endemismos da Amazônia Sul registrados na área é elevado, destacandose espécies restritas ao interflúvio Madeira–Tapajós: Lepidothrix nattereri (uirapuru-de-chapéu-branco), Rhegmatorhina berlepschi (mãe-de-taoca-arlequim), Conopophaga melanogaster (chupa-dente-grande), Skutchia borbae (mãe-de-taoca-dourada) e Dendrocolaptes hoffmannsi (arapaçu-marrom) A substituição de espécies endêmicas que ocorre de um interflúvio para outro fica clara entre o P. N. da Amazônia e a Floresta Nacional do Tapajós, essa última separada do parque apenas pelo rio de mesmo nome, mas localizada em sua margem direita. As espécies R. berlepschi e L. nattereri são substituídas a leste o rio Tapajós por R. gymnops (mãe-de-taoca-de-cara-branca) e L. iris (cabeça-de-prata), respectivamente Entre as espécies de maior interesse para a conservação, destacase Guarouba guarouba (ararajuba) (Oren & Parker, 1997). Neomorphus squamiger (jacu-estalo-escamoso), cuculídeo quase ameaçado e pouco representado em IBAs, foi registrado historicamente O parque também é uma das poucas localidades conhecidas de ocorrência de Capito brunneipectus (capitão-de-peito-marrom), endemismo sul-amazônico com distribuição restrita, assim como de Myrmotherula erythrura (choquinha-de-cauda-ruiva).


Recommended citation
BirdLife International (2019) Important Bird Areas factsheet: Parque Nacional da Amazônia. Downloaded from http://www.birdlife.org on 17/11/2019.