BR199
Guaraqueçaba / Jacupiranga / Cananéia


Year of compilation: 2005

Site description
Essa extensa área compreende um dos maiores maciços florestais do leste brasileiro, que inclui grande parte dos terrenos continuamente florestados da metade norte do litoral do Paraná e do sudeste de São Paulo, desde as baixadas até o alto das montanhas. Seus limites são formados, fundamentalmente, pela justaposição dos perímetros da APA de Guaraqueçaba, no Paraná, e dos parques estaduais de Jacupiranga e da Ilha do Cardoso, em São Paulo, mas também estão incluídos remanescentes contíguos a estas unidades de conservação, que se estendem ao norte até o rio Ribeira de Iguape. A área abrange ambientes de influência fluviomarinha (manguezais e lodaçais às margens da baía de Guaraqueçaba) e, principalmente, matas úmidas, as quais se apresentam mais extensas e em melhor estado de conservação sobre as encostas (até o alto das serras) do que nas baixadas, muito embora nessas últimas a cobertura florestal possa ser considerada bastante significativa se comparada à de outras áreas do sudeste do Brasil.

Key biodiversity
Os inventários ornitológicos disponíveis, embora preliminares ou referentes a setores específicos da área, indicam a ocorrência de mais de 100 espécies endêmicas da Mata Atlântica, sendo 23 delas representativas da EBA075 (Floresta Atlântica de Planície), valor muito próximo do máximo encontrado entre as IBAs identificadas até agora (24). A população paranaense de Amazona brasiliensis (papagaio- de-cara-roxa), estimada em 4.500 aves, tem sua maior fração concentrada no setor leste da área. A julgar pela extensão de hábitat disponível, o maciço florestal de Guaraqueçaba/Jacupiranga/ Cananéia presumivelmente abriga números significativos de Pipile jacutinga (jacutinga), espécie que se extinguiu em vários setores do leste brasileiro, e de Phylloscartes kronei (maria-da-restinga), pássaro de distribuição restrita presenteem um total de nove IBAs. O trecho paranaense da área representa o limite sul da distribuição de Carpornis melanocephala (sabiá-pimenta) e o limite norte da distribuição de Stymphalornis acutirostris (bicudinho- do-brejo), ambas espécies globalmente ameaçadas.

Pressure/threats to key biodiversity
O desenvolvimento dos setores industrial e portuário na região de Antonina e Paranaguá pode gerar degradação ambiental local, sobretudo nos ambientes de influência fluviomarinha, como brejos e manguezais. Vazamentos de derivados de petróleo nas águas da baía representam uma ameaça constante para os ecossistemas estuarinos. Em 2004, um vazamento de óleo atingiu uma grande superfície da baía de Paranaguá, gerando impactos visíveis sobre aves aquáticas, conforme amplamente divulgado na mídia. Há pequenos focos de desmatamento na área, especialmente nos arredores de Paranaguá, em decorrência da expansão urbana desordenada. A caça é praticada comumente em toda a região.


Recommended citation
BirdLife International (2020) Important Bird Areas factsheet: Guaraqueçaba / Jacupiranga / Cananéia. Downloaded from http://www.birdlife.org on 24/09/2020.