BR007
Goiabal / Piratuba


Country/territory: Brazil

IBA Criteria met: A2, A4i (2008)
For more information about IBA criteria please click here

Area: 968,625 ha

Protection status:

SAVE Brasil
Most recent IBA monitoring assessment
Year of assessment Threat score (pressure) Condition score (state) Action score (response)
2008 low not assessed not assessed
For more information about IBA monitoring please click here


Site description
Localizada no extremo leste do Amapá, essa área estendese desde a Praia do Goiabal, nas proximidades do rio Calçoene, até o rio Araguari, englobando a Estação Ecológica de Maracá-Jipioca e a Reserva Biológica do Lago Piratuba. O clima na região é tropical quente, com um período seco de três meses ao ano. A precipitação anual atinge índices superiores a 3.250 mm e a umidade relativa do ar mantémse em torno de 80%. Toda a zona costeira da IBA sofre grande influência do rio Amazonas e o fenômeno da pororoca se faz presente na E. E. de Maracá-Jipioca. A Ilha de Jipioca não mais faz parte dessa unidade de conservação, em virtude de seu total desaparecimento pelo efeito erosivo das águas. O relevo da porção continental da IBA é suave e as grandes planícies estão sujeitas a inundações periódicas. Algumas áreas mantêmse constantemente alagadas, especialmente na R. B. do Lago Piratuba e arredores, onde há um grande número de lagos. Mais de 670 espécies vegetais já foram encontradas na região. A extensão de florestas ombrófilas é muito pequena e a IBA abrange principalmente formações pioneiras de influência fluviomarinha e fluviolacustre. Grandes trechos de manguezais se estendem em praticamente todo o setor costeiro, incluindo a E. E. de Maracá-Jipioca. Os campos inundáveis, influenciados diretamente pelas chuvas, predominam na porção lacustre da área.

Key biodiversity
A faixa de mangues é importante para várias espécies de aves, especialmente o guará (Eudocimus ruber), que forma ninhais em toda a sua extensão, inclusive nas proximidades da Praia do Goiabal. Nessa mesma área há grandes concentrações de aves aquáticas, com destaque para Calidris alba (maçarico-branco), que forma congregações de até 000 indivíduos, e para várias espécies de Sterna spp., também presentes em grande número Phoenicopterus ruber (flamingo) tem na E. E. de Maracá-Jipioca um importante sítio de alimentação, onde foram observados cerca de 150 indivíduos. Historicamente, havia ninhais dessa espécie nas proximidades do Lago Piratuba Buteogallus aequinoctialis (caranguejeiro), com distribuição restrita, habita os manguezais da região A R. B. do Lago Piratuba e as áreas alagadas adjacentes abrigam concentrações de aves aquáticas. Diversas espécies migratórias neárticas, como Calidris pusilla (maçarico-rasteirinho) e Calidris minutilla (maçariquinho), utilizam a área como ponto de parada antes de seguirem sua migração para o sul, ou então invernam localmente. Cerca de 15 mil indivíduos de Hirundo rustica (andorinha-de-bando) concentramse nas proximidades do igarapé do Tijolo.


Recommended citation
BirdLife International (2020) Important Bird Areas factsheet: Goiabal / Piratuba. Downloaded from http://www.birdlife.org on 28/11/2020.