BR134
Fazenda Santana


Year of compilation: 2005

Site description
Essa área de topografia plana é formada por um conjunto de fragmentos de floresta decídua localizados na margem esquerda do médio rio Jequitinhonha, junto à divisa de Minas Gerais com a Bahia. A vegetação é similar às matas-de-cipó do sudeste baiano, sendo classificada como floresta estacional decidual de terras baixas. O sub-bosque é rico em bromélias terrestres do gênero Ananas, que atingem até 2 m de altura e formam densas manchas em meio a arbustos espinhentos, lianas e touceiras de bambu. O estrato superior é composto por árvores de até 30 m de altura, sendo notável a presença de grandes cactáceas isoladas e da epífita barba-de-velho (Tillandsia usneoides). O principal fragmento florestal na área tem cerca de 1.100 ha e abrange parte das fazendas Santana, Ondina e Jaboti, provavelmente constituindo hoje o maior remanescente de floresta decidual de terras baixas entre os rios Pardo e Jequitinhonha.

Key biodiversity
A Fazenda Santana é a única área de ocorrência conhecida de Rhopornis ardesiacus (gravatazeiro) em Minas Gerais e uma das poucas onde essa espécie típica da mata-de-cipó ocorre. Novas populações de outras espécies ameaçadas também foram recentemente descobertas na área, incluindo algumas típicas de florestas de baixada, como Amazona rhodocorytha (chauá), Myrmeciza ruficauda (formigueiro-de-cauda- ruiva) e Neopelma aurifrons (fruxubaiano). De resto, a avifauna local difere pouco da encontrada nas matas decíduas de Boa Nova, na Bahia (BA17), estanto ausentes espécies de zonas mais secas, como Sakesphorus cristatus (choca- do-nordeste), endêmico da Caatinga, e Formicivora iheringi (formigueiro-donordeste). Um inventário ainda inédito, realizado entre 1999 e 2003, apontou a presença de 175 espécies na área. Merece destaque a observação de uma águia de grande porte (Harpia ou Morphnus), em 1999.

Pressure/threats to key biodiversity
A despeito dos numerosos apelos pela proteção de R. ardesiacus e de seu hábitat único, nenhuma unidade de conservação protege as matas-de-cipó da Bahia e as florestas deciduais de terras baixas dos vales dos rios Pardo e Jequitinhonha. Os fragmentos florestais da Fazenda Santana estão isolados por pastagens de capim-colonião (Panicum maximum) e sofrem corte seletivo.


Recommended citation
BirdLife International (2022) Important Bird Areas factsheet: Fazenda Santana. Downloaded from http://www.birdlife.org on 30/11/2022.