BR174
Serra da Cantareira


Country/territory: Brazil

IBA Criteria met: A1 (2008)
For more information about IBA criteria please click here

Area: 8,000 ha

Protection status:

SAVE Brasil

Site description
Situada em plena Região Metropolitana de São Paulo, a apenas 10 km da Praça da Sé, a Cantareira é uma das maiores florestas tropicais urbanas do mundo. A vegetação é classificada com floresta pluvial montana. Árvores dos gêneros Vochysia, Cariniana, Ocotea e Nectandra estão entre as mais características do dossel, que possui altura média de 14 m. Alguns trechos da mata são dominados por touceiras de taquaras, pertencentes aos gêneros Guadua e Merostachys. Há também um bosque plantado de araucárias (Araucaria angustifolia), com cerca de 78 ha. A temperatura média na região é de 21,3ºC nos meses mais quentes e 14,7ºC nos meses mais frios. A pluviosidade anual está em torno de 1.570 mm, havendo um período chuvoso bem marcado entre outubro e março. A Serra da Cantareira, que pertence ao maciço da Mantiqueira, é um bom exemplo de como a vegetação natural pode se regenerar. No final do século XIX, a área era ocupada por chácaras produtoras de café e chá. Após a desapropriação pelo Estado, essas áreas se recuperaram, dando lugar à mata nativa. A Cantareira foi decretada reserva florestal em 1896 e, em 1963, passou à categoria de parque estadual. Atualmente, a área é dominada por matas secundárias e está isolada dos remanescentes de floresta primária mais próximos. Além de sua importância para a conservação da fauna e flora da Mata Atlântica, a Serra da Cantareira é um dos principais mananciais que abastecem a cidade de São Paulo.

Key biodiversity
Apesar das matas da Serra da Cantareira serem em grande parte secundárias, a avifauna da área é bastante diversifica da, incluindo espécies sensíveis à perturbação humana, como Baillonius bailloni (araçari-banana), Procnias nudicollis (araponga) e Tinamus solitarius (macuco). Este último ainda permanece razoavelmente comum, refletindo a baixa pressão de caça a que está sujeito localmente. Merece destaque, também, o registro de Claravis godefrida (pararu-espelho), pomba rara associada a taquarais, ainda presente no município de São Paulo na primeira metade da década de 1990. Um levantamento realizado no Parque Estadual da Serra da Cantareira listou 215 espécies de aves, mais da metade das quais foram consideradas estritamente florestais. Adicionando-se a esse total as espécies registradas em outras ocasiões por ornitólogos e observadores de aves, a riqueza da avifauna da Cantareira chega a 250 espécies.


Recommended citation
BirdLife International (2019) Important Bird Areas factsheet: Serra da Cantareira. Downloaded from http://www.birdlife.org on 15/11/2019.